Biografia

Como tudo começou!

  • Quando ainda era criança, Alexandre Thai descobre que o percussivo contagiante dos tambores corre em suas veias e a Música toca em seu coração. Ela vive lá. E vem de lá. As melodias e as batucadas surgem naturalmente inevitáveis e deliciosamente bem-vindas.

    Thai, frequentemente, visita sua família em Ilhéus, na Bahia, passando semanas com seus primos, tios e amigos. Percorre a avenida Soares Lopes, fazendo de tudo para estar em cima dos trios elétricos que passam na cidade tocando axé nos dias de festa. Quando conseguia, era uma grande alegria, pois tinha a oportunidade de assistir de perto o ritmo das percussões, as performances dos músicos e o canto da multidão.

    Alguns verões depois, quando completa 12 anos, o violão passa a fazer parte de sua vida. Músico autodidata, multi-instrumentista e compositor, lidera e participa de algumas bandas e, em 1996, funda a Bambakerê.

  • Como já tinha ideia da sonoridade, do estilo e do repertório, Thai busca no dialeto Nagô Yorubá uma palavra que tivesse a força bilabial da letra B e um significado interessante: Bambakerê é dança remexida. É selado um compromisso com a Natureza, a Paz, o Amor e a Espiritualidade. Enquanto cursava a faculdade de música da Unirio, convida alguns músicos e os ensaios começam!

    Ninguém imaginaria que o primeiro show da Bambakerê fosse acontecer na Praça da Apoteose, evento de grande porte produzido pela Prefeitura do Rio de Janeiro, e houvesse uma reportagem de meia página com foto no Jornal O Dia!

    Com o sucesso da estreia, a banda entra em estúdio e grava duas músicas: A Fé de Deus e Carnaval, Amor e Futebol. Em janeiro de 1997, vai à Bahia, onde emplaca essas músicas, respectivamente, em 2ª e 8ª posições entre as 10 mais tocadas na região sul do Estado.

    Com o sucesso que aconteceu na Bahia, a Bambakerê volta para o Rio de Janeiro e inicia a gravação do 1º CD independente da banda, intitulado Nas Cores do Verão. O CD é lançado em grande show no Rio de Janeiro, em 1998, e tem sua capa assinada pelo premiado designer Leo Eyer.

  • Mesmo sediada no Rio, a banda sempre recebe influências marcantes da Bahia. O sotaque musical, o repertório, o refinamento dos arranjos, o ritmo com personalidade, as influências africanas e a atitude marcam a Bambakerê. Fica claro que o axé é um ritmo brasileiro.

    As apresentações começam a acontecer com mais frequência: micaretas, festas universitárias, feiras de exposição, eventos empresariais, shows produzidos por prefeituras, formaturas, Carnaval, Réveillon, festas particulares, casamentos, entre outras.

    Depois de ter algumas músicas do primeiro CD com bastante pedidos nas FMs cariocas, a banda grava nos anos seguintes quatro singles para divulgação nas rádios. O hit Na Imensidão do Mar chega a alcançar a 9ª posição nas rádios de Ubatuba – SP, 2ª posição na região da Costa Verde do Rio de Janeiro e posteriormente foi regravado e incluído no CD Acaraxé.

  • Em 2012, a Bambakerê faz o show de lançamento do álbum Acaraxé em uma casa de shows da zona sul do Rio de Janeiro. O CD, produzido por Alexandre Thai e Guillermo Tinoco, tem a masterização assinada por Ricardo Garcia. Carregue o Meu Reggae é tocada em algumas FMs do RJ e BA.

    Com logomarca renovada e assinada pela designer Kim Hodge, a Bambakerê apresenta seu novo show: Coladinho.

    A Bambakerê tem toda a estrutura necessária para a realização de suas apresentações, contando com profissionais capacitados e equipamentos de primeira linha, para atender aos eventos de qualquer porte, desde pequenas festas com apenas alguns convidados até eventos com milhares de pessoas.

Home – Vídeos – Fotos – Discografia – Biografia –  Notícias – Imprensa – Contato

www.facebook.com/bambakereoficialtwitter.com/bambakerewww.youtube.com/user/bambakereinstagram.com/banda_bambakere

Todos os direitos reservados. © Bambakerê
Desenvolvido por
seodesign